Praça dos Girassóis — Palmas, TO

(63) 3213-3633

Artigos › 04/09/2018

Como aprender a ler a Bíblia?

A Igreja do Brasil celebra, no mês de setembro, o mês da Palavra de Deus. Criado em 1971, o objetivo é formar os fiéis quanto a importância da Bíblia na vida da comunidade. Em 2018, a Igreja trabalha o tema “Para que n’Ele nossos povos tenham vida”, e o lema “A sabedoria é um espírito amigo do ser humano”. Mas, como introduzir a Palavra de Deus como fundamento na nossa vida espiritual?

Bíblia: fonte da Verdade

“[…] tudo o que o ser humano precisa de saber sobre Deus e sobre o caminho da sua redenção encontra-se com infalível segurança na Sagrada Escritura.” (Youcat 15). A Bíblia é uma verdadeira fonte, no qual a Igreja se baseia para discernir sobre a vontade de Deus para a humanidade.

Desde Gênesis até o Apocalipse, a Igreja definiu ao longo dos séculos um cânone – ou seja, lista de livros sagrados – com os textos que foram aceitos pela Igreja como um todo como verdadeiramente inspirados pelo Espírito Santo. Foi preciso um consenso entre todas as comunidades cristãs, por volta do século IV, para que se chegasse a quantidade de livros que conhecemos hoje. Portanto, antes de tomar suas próprias conclusões acerca de algum texto bíblico, leia a partir de como a Igreja interpreta aquele episódio. Para isso, existem diversos subsídios explicativos assinados pelas conferências episcopais.

O perigo de ler a Bíblia

O grande risco de ler a Palavra de Deus ao bel prazer é não considerar a cultura, os gêneros literários e o tempo em que o escritor sagrado viveu. Além disso, é indispensável ler a Bíblia em atitude orante, ou seja, com a ajuda do Espírito Santo, o grande inspirador dos textos sagrados. Não é possível mergulhar no conhecimento das Escrituras sem estar munido de espiritualidade e de unidade com a Igreja.

A falta desses atributos gera confusão, divisão e interpretações equivocadas. Tais como, Maria não é virgem, porque diz a Bíblia “Nisso chegaram a mãe e os irmãos de Jesus” (cf. Mc 3, 31a). Porém é preciso entender que a língua em que os evangelhos foram escritos ainda possuía um vocabulário restrito. Para a língua da época primos, tios e sobrinhos eram chamados de irmãos. Portanto, esse texto bíblico está evidenciando que a família de Jesus chegou, não a mãe e os irmãos, mas primos, tios e/ou sobrinhos.

São sobre essas coisas que estamos falando. A Bíblia precisa ser lida a partir da leitura histórica, cultura, eclesial e espiritual.

Um método para aprofundar-se na Bíblia

Uma metodologia muito eficaz é a Lectio Divina, que consiste em ler o texto sagrado em 4 passos:

  • Leitura (fazer uma leitura literal do texto, refletindo sobre o que ele diz por ele mesmo);
  • Meditação (o que o texto diz pra você);
  • Oração (o que o texto leva você a dizer pra Deus em oração);
  • Contemplação (o que o texto me leva a realizar e o que ele faz em mim?).

O importante é trazer a Sagrada Escritura para o centro da sua vida espiritual, como fonte de sabedoria e direcionamento constante.

Quer um roteiro definido de leitura das Sagradas Escrituras? A CNBB lançou um subsídio ideal para esse tempo. Confira! http://catedraldepalmas.com.br/cnbb-disponibiliza-subsidios-para-o-mes-da-biblia.html

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.