Praça dos Girassóis — Palmas, TO

(63) 3213-3633

Artigos, Grupo Ruah › 03/08/2018

Juventude: tempo de ouvir o chamado de Deus

A juventude é um tempo de força, ânimo, vitalidade e beleza. Mas, é também o tempo em que se encontra as mais diversas oportunidades e desafios, afinal ainda não se é um adulto repleto de responsabilidades, seno possível viver uma rotina de entretenimento, distrações e sobretudo, afetos.

O jovem traz dentro de si, uma necessidade inerente de Amor. Não é por acaso, que é nessa fase que se explodem os grandes amores, e as grandes aventuras afetivo-sexuais.

Porém, é preciso orientar toda essa trajetória para um ponto central da vida de cada ser humano: sua vocação.

Todos nós, nascemos e nos movemos graças a um projeto amoroso de Deus para cada um dos seus filhos. Não estamos no mundo por acaso, muito pelo contrário.

Deus nos criou para felicidade: eis nossa maior vocação

Imagem: internet

O Senhor nos fez para felicidade e para participarmos da sua vida e da sua bondade. Portanto, seu chamado oferece para o jovem um caminho de realização e de encontro com o que há de mais profundo em sua alma, a razão pelo qual foi criado.

Hoje em dia, se apresenta com muita frequência o discurso: “Seja o que você quiser! Você tem direito de ser feliz! Escute seus desejos e corra atrás deles!”. Isso tudo é uma grande armadilha!

O jovem tende aos prazeres dos desejos e das suas inclinações sensíveis, suas paixões. Porém, por mais necessárias que elas sejam a vida humana, é preciso considerar se elas correspondem ao mínimo projeto de vida que se tenha sido capaz de fazer. Sobretudo, é preciso que a força das paixões mova o rapaz ou a moça para o Amor autêntico, que não é só sensitivo, mas é sobretudo oblativo.

Tenho medo de perder a minha juventude!

Uma grande tentação quando o jovem se sente inquietado para abraçar uma vocação é de perder sua juventude. Isso não é real! São João Paulo II disse, logo no início do seu pontificado: “Não tenhas medo! Escancarai as portas a Cristo!”.

Que Deus atrairia uma pessoa para seu seguimento, e lhe tiraria a felicidade?

Logicamente, o seguimento de Jesus é exigente. Porém, tudo na vida é desafiante! Porém, a felicidade de permanecer unido a Deus, e estar no caminho de sua vontade deve sublimar este ou qualquer outro desafio.

Por isso, jovem permita-se ouvir a Deus! Antes de tomar decisões, questione-se: o que Deus quer de mim? Qual o seu plano de amor? E esteja disposto a dar o seu Sim, como a Virgem Maria: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim a Tua Palavra!”

Faça seu caminho de discernimento vocação. Confira nossas dicas no Infográfico 6 passos para o seu discernimento vocacional

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.