Praça dos Girassóis — Palmas, TO

(63) 3213-3633

Notícias da catedral › 11/04/2018

Missa: Oração por excelência, um diálogo com Deus

Fiéis participam da missa na Catedral de Palmas

É fundamental compreendermos bem o valor e o significado da santa missa. O papa Francisco assegura que “a Eucaristia nos torna participes da vitória de Cristo sobre a morte. Participar da missa é procurar uma fonte de vida eterna. Ela faz de nós um só corpo em Cristo. Significa agradecimento a Deus Pai, Filho e Espirito Santo que nos envolve, que nos transforma na sua comunhão de amor”.

Viver essa comunhão de amor é “viver outra vez a paixão e a morte redentora do Senhor. É uma teofania. O Senhor se faz presente sobre o altar para ser oferecido ao Pai pela salvação do mundo. O Senhor está ali conosco”, afirma Francisco.

Numa de suas catequeses sobre a Santa Missa, em 2017, Francisco garantiu que “a missa é oração por excelência, a mais alta, a mais sublime, e ao mesmo tempo a mais concreta oração. E que a oração é antes de tudo um diálogo com Deus”.

E ainda orientou os fieis sobre como viver bem esse diálogo, que exige cuidado: “Quando você vai à missa ali está o Senhor! E você? Está distraído. É o Senhor! Devemos pensar nisso. É o Senhor que está ali, não esqueçam disso!”, pontou o pontífice.

Os minutos que antecedem a missa, afirma o santo padre, “não é o momento para o diálogo, mas sim para nos prepararmos para o diálogo, momento de se recolher no coração para nos prepararmos para o encontro com Jesus. O silencio é muito importante”

A missa é um momento privilegiado para estarmos com Jesus, e através dele, com Deus e com os nossos irmãos. Não podemos e nem devemos abrir mão desse encontro. Os maiores prejudicados somos nós mesmos.

O Catecismo da Igreja Católica (CIC, nº 2182) afirma que “a participação na celebração comunitária da Eucaristia dominical é um testemunho de pertença e de fidelidade a Cristo e à sua Igreja”, uma vez que “os fiéis atestam sua comunhão na fé e na caridade”.

Quando posso faltar à missa?

Seria grave arrumarmos desculpas ou ocorre de ser grave quando temos justificativas sem fundamentos para não ir à santa missa, seja no decorrer da semana ou no dia dedicado exclusivamente ao Senhor, o domingo.

O cardeal Jorge Medina Estévez relata no livro Por que Devo ir à missa aos domingos? algumas circunstâncias em que se justifica não ir à missa. Dentre elas está “uma doença ou o dever de cuidar de um enfermo que carece de outra pessoa que o auxilie  e, a quem não se pode deixar sozinho”.

Quem se encontra impedido de participar da Santa Missa, enfatiza Estévez, “deveria experimentar uma espécie de ‘vazio’: algo que lhe falta e que lhe deixa um sabor de insatisfação e de carência. Isso seria um bom sinal; o contrário, seria motivo suficiente para se preocupar”.

Missas na Catedral

A Catedral do Divino Espírito Santo tem missas e celebrações às segundas, terças, quintas e sextas-feiras, sempre às 18h30.  Aos Sábados às 18h30. E nos domingos há cinco horários: 7h30, 10h (Missa das Crianças), 11h30, 18h e 19h30. Venha rezar conosco!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.