Praça dos Girassóis — Palmas, TO

(63) 3213-3633

Notícias › 12/11/2020

Papa Francisco nomeia sacerdote Fidei Donum no Brasil como bispo auxiliar na Arquidiocese de Cracóvia na Polônia

Destaque-4-oy97zdf8lmzbl9zh60khc4zc0fw5wp13toggaaf0c8

O Papa Francisco nomeou na quarta-feira, 11 de novembro, o padre Robert Jósef Chrzaszcz como bispo auxiliar na arquidiocese de Cracóvia, na Polônia. Natural daquela diocese, ele foi incardinado na arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ) desde 14 de outubro de 2005, data em que chegou no Brasil como sacerdote Fidei Donum. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou saudação ao monsenhor Robert. Confira abaixo a biografia e a íntegra da saudação.

Até então, o presbítero estava exercendo as funções de pároco na paróquia São Pedro do Mar, no bairro Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro (RJ), e de vigário episcopal, desde março de 2014, do Vicariato Jacarepaguá, da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Também coordenava, desde 2013, a Comissão Arquidiocesana dos Coroinhas e Acólitos e desempenhou a função de assistente espiritual dos coroinhas e acólitos do mesmo vicariato desde 2007.

Trajetória e formação

Padre Robert nasceu, em 7 de outubro de 1969, em Wadowice, na Polônia, mesma cidade de nascimento de São João Paulo II. De 1985 a 1998, cursou o Liceu de Formação Geral, no seminário menor eclesiástico da Ordem dos Frades Menores, em Kalwaria Zebrzydowska. Cursou o seminário maior da arquidiocese de Cracóvia, de 1988 a 1994, período no qual também desenvolveu e concluiu o seu mestrado em Teologia, pela Faculdade de Teologia, na Academia Pontifical de Teologia da Cracóvia.

Na Polônia, foi presbítero e catequista na paróquia do Espírito Santo, no bairro, Ruczaj, em Cracóvia, até agosto de 1999. Também exerceu as mesmas funções, até agosto de 2005, na paróquia Nossa Senhora do Rosário, no bairro Piaski Nove.

Missão no Brasil

Padre Robert chegou ao Brasil em 14 de outubro de 2005 para atuar na arquidiocese de São Sebastião em Rio de Janeiro como sacerdote Fidei Donum cedido pela Igreja da Cracóvia. O termo “Fidei Donum”, criado pelo Papa Pio XII, designa um padre missionário que dioceses compartilham com outras Igrejas.

No Rio, ele atuou como administrador paroquial e pároco, de abril de 2006 a dezembro de 2019, na paróquia Santa Luzia, no bairro Gardênia Azul. Também exerceu a função de vigário forâneo da segunda forania do Vicariato Episcopal Jacarepaguá, de abril de 2009 a março de 2014.

Até então, o presbítero estava exercendo as funções de pároco na paróquia São Pedro do Mar, no bairro Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro (RJ), e de vigário episcopal, desde março de 2014, do Vicariato Jacarepaguá. Também coordenava, desde 2013, a Comissão Arquidiocesana dos Coroinhas e Acólitos e desempenhou a função de assistente espiritual dos coroinhas e acólitos do mesmo vicariato desde 2007.

SAUDAÇÃO DA CNBB
Brasília-DF, 11 de novembro de 2020

Prezado monsenhor Robert Jósef Chrzaszcz, saúde e paz!

Recebemos com alegria a sua nomeação como bispo auxiliar na arquidiocese de Cracóvia, na Polônia. Felizes por acolhê-lo como um irmão no episcopado, agradecemos ao senhor e à Igreja da Cracóvia por sua presença missionária no Brasil, como padre Fidei Donum, desde outubro de 2005, especialmente pelos serviços prestados à arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.

Neste tempo no qual concluímos as celebrações do Mês Missionário 2020, lembramos da Carta Circular da Congregação para o Clero sobre “A identidade missionária do Presbítero na Igreja”: “Examinando sua relação com Cristo, o primeiro enviado do Pai, é preciso sublinhar o fato de que, conforme os textos do Novo Testamento, é o próprio Cristo que envia e constitui os ministros de sua Igreja, mediante o dom do Espírito Santo concedido na ordenação sacramental; eles não podem ser considerados simplesmente eleitos ou delegados da comunidade ou do povo sacerdotal. O envio vem de Cristo; os ministros da Igreja são instrumentos vivos de Cristo, único mediador”.

Receba as boas-vindas ao episcopado, nosso fraterno abraço e os nossos mais sinceros votos de um frutuoso ministério episcopal, que desejamos esteja guardado pelos cuidados de São João Paulo II, santo oriundo do mesmo país ao qual o senhor retorna agora como bispo.

Em Cristo,

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Primeiro Vice-Presidente da CNBB

Dom Mário Antônio da Silva
Bispo de Roraima (RR)
Segundo Vice-Presidente da CNBB

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ)
Secretário-geral da CNBB

Via CNBB

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.