Praça dos Girassóis — Palmas, TO

(63) 3213-3633

Notícias › 20/05/2021

Santuário onde sediou o Concílio de Éfeso foi sede para a récita do Santo Terço pedindo o fim da pandemia

É do Santuário do Concílio de Éfeso “Meryem Ana Eví”, que foi rezado o Terço pelo fim da pandemia desta quarta-feira (19) com intenção especial pelas populações em guerra e pela paz no mundo. O Santuário já foi visitado por 3 Papas: Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI

Trinta Santuários, representativos de todo o mundo, conduzem a recitação do Terço todos os dias durante o mês de maio em uma maratona de oração com o tema: “De toda a Igreja subia incessantemente a oração a Deus”, para invocar o fim da pandemia e a retomada das atividades sociais e de trabalho. Hoje dia 19 de maio, a oração do Terço será no Santuário “Meryem Ana Eví”, em Éfeso na Turquia, com intenção especial pelas populações em guerra e pela paz no mundo. A oração terá início às 13 horas, horário de Brasília, e pode ser acompanhada pelas redes sociais e no site do Vatican News.

É a Basílica do Concílio pois neste edifício romano do século II se realizou o Concílio de Éfeso em 431 e a igreja de Éfeso, é a mais antiga dedicada a Maria. Este Santuário já recebeu a visita de 3 Papas: Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI.

Maria “Theotókos”

Em 1979, início de seu pontificado João Paulo II ao celebrar a Santa Missa, iniciou sua homilia afirmando:

“É com o peito transbordando de comoção que tomo a palavra nesta liturgia solene, que nos reúne à volta da Mesa eucarística para celebrar, à luz de Cristo Redentor, a gloriosa memória da Sua Mãe santíssima. O espírito sente-se como invadido pelo pensamento de que, precisamente nesta cidade, a Igreja unida em Concílio — o terceiro Concílio ecumênico — reconheceu oficialmente à Virgem Maria o título de “Theotókos” que lhe era já atribuído pelo povo cristão, mas começara pouco antes a ser contestado em alguns meios, sobretudo influenciados por Nestório”.

Papa Bento XVI: Paz para a humanidade inteira!

Vinte e sete anos mais tarde, em 2006, o Papa Bento XVI na sua visita a este Santuário pronunciou palavras que recordam a intenção do Terço de hoje:

“Desta parte da Península anatólica, ponte natural entre continentes, invocamos a paz e a reconciliação sobretudo para aqueles que habitam na Terra que chamamos ‘santa’, e que é assim considerada tanto pelos cristãos, como pelos judeus e pelos muçulmanos: é a terra de Abraão, de Isaac e de Jacob, destinada a acolher um povo que se tornasse uma bênção para todos os povos. Paz para a humanidade inteira!”.

Via VaticanNews

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.