Praça dos Girassóis — Palmas, TO

(63) 3213-3633

Sem categoria › 16/12/2020

Papa Francisco nomeia bispo auxiliar para a Arquidiocese de São Paulo

Auxiliar-de-SP-ozww97yv7anyd2g1g859yp9eclhcyjxf4hm0iytg8o

O Papa Francisco nomeou nesta quarta-feira, 16 de dezembro, o frei Carlos Silva (OFMcap) como bispo titular de Summula e auxiliar na arquidiocese de São Paulo (SP). Desde setembro de 2018, ele exerce a função de Conselheiro Geral em sua congregação religiosa, a Ordem dos Frades Menores Capuchinhos.

Biografia e trajetória religiosa

Frei Carlos nasceu em 5 de dezembro de 1962, em Andradina (SP), filho de José Silva e Maria Moura Silva. Em janeiro de 1984, iniciou sua formação religiosa no Seminário Seráfico São Fidelis, em Piracicaba (SP), onde realizou a etapa do postulado estudando de 1984 a 1986 a filosofia. Foi admitido no noviciado no Convento Sagrado Coração de Jesus, Piracicaba (SP), no dia 8 de janeiro de 1987 e emitiu seus primeiros votos no dia 10 de janeiro de 1988.

Foi transferido para a fraternidade São Francisco de Assis, em Nova Veneza – Sumaré (SP), iniciando a Teologia na Pontifícia Universidade Católica de Campinas. No dia 12 de outubro de 1991, emitiu os votos perpétuos na comunidade Nossa Senhora Aparecida da Paróquia São Francisco de Nova Veneza, Sumaré (SP), e durante a celebração recebeu as Ordens de leitor e acólito.

No dia 1 de dezembro de 1991, foi ordenado diácono por dom Marcelino Correr, bispo de Carolina (MA), na paróquia São Francisco de Assis, Nova Veneza – Sumaré (SP). Foi ordenado presbítero no dia 1º de agosto de 1992, em Birigu (SP), na Paróquia Imaculada Conceição, por dom Irineu Danelon, bispo de Lins (SP).

Atividades ministeriais

Exerceu seu ministério como vigário na paróquia São Francisco de Assis em Nova Veneza – Sumaré (SP), logo depois fez parte da Fraternidade Missionária do Homem do Campo, em Mirandópolis, diocese de Lins (SP), onde durante três anos realizou a missão evangelizadora nos assentamentos da região. Em 1995, estudou Espiritualidade Franciscana em Petrópolis (RJ), promovido pelo CEFEPAL.

Em 1996, foi transferido para o seminário Seráfico São Fidelis, em Piracicaba (SP), assumindo a coordenação da Pastoral Vocacional e Missionaria da Província dos Capuchinhos de São Paulo. Nesse período, trabalhou com jovens, retiros, Equipes de Nossa Senhora. Parte desse período, foi o guardião do seminário Seráfico São Fidelis.

De 4 de fevereiro de 2004 a 24 de outubro de 2013, esteve como missionário no norte do México, onde exerceu as funções de vigário paroquial em Yecora, no estado de Sonora, paróquia Nossa Senhora de Guadalupe no período de 2004 a 2007. Foi Promotor vocacional da missão de 2004 a 2011, mestre dos noviços de julho de 2007 a julho de 2008, mestre dos pós-noviços (filósofos e teólogos) de 2008 até 2013. Foi guardião do convento São Pio de Pietrelcina, em Monterrey, estado de Nuovo Leon, de julho de 2009 até julho de 2013.

Por anos, antes da missão se tornar Custódia, foi um dos Conselheiros da presença missionária. Ajudou na elaboração do Projeto para a futura Província. Organizou e coordenou o grupo “Amigos dos Capuchinhos” (grupo de benfeitores para ajuda da formação). Esteve à frente da comissão que organizou e transformou a presença missionária em Custodia do Norte do México. Além disso, foi coordenador da equipe de formadores da Conferência dos Capuchinhos de Centro América, Caribe e México. Nesse mesmo período, também foi confessor das Carmelitas Descalças e das Clarissas Capuchinhas.

Assumiu o ministério de pároco da paróquia recém-criada Santíssima Trindade, no Município de Benito Juarez, no estado de Nuovo Leon no dia 18 de maio de 2013 até a sua eleição como Ministro Provincial da Província dos Capuchinhos de São Paulo, em 31 de outubro de 2013. Foi reeleito Ministro Provincial, em 2016, para mais um triênio. Nesse período foi eleito presidente da Conferência dos Capuchinhos do Brasil.

Saudação a Dom Carlos Silva

Brasília-DF, 16 de dezembro de 2020

Saudação a Dom Carlos Silva,

A Conferência Nacional dos Bispos Brasil (CNBB) recebe com alegria a sua nomeação como novo bispo titular de Summula e auxiliar na arquidiocese de São Paulo (SP). Agradecemos ao Papa Francisco por mais esta nomeação que fortalecerá a presença da Igreja no regional Sul 1 da CNBB.

Transmitimos nossos votos de boas-vindas ao episcopado recordando trechos da Fratelli Tutti, recente encíclica do Papa Francisco sobre a amizade social e a fraternidade humana (77): “Hoje temos uma grande oportunidade de expressar nosso senso inato de fraternidade, de serem bons samaritanos que carregam a dor dos problemas dos outros em vez de fomentar maior ódio e ressentimento. Como o viajante casual na parábola, só precisamos ter um desejo puro e simples de ser um povo, uma comunidade, constante e incansável no esforço de incluir, integrar e levantar os caídos. (…). De nossa parte, vamos promover o que é bom e nos colocar ao seu serviço”.

Que a contribuição que o senhor vem dando como missionário à Igreja da América Latina possa se estender, neste novo tempo como bispo auxiliar, ao pastoreio do cardeal dom Odilo Scherer no governo pastoral da arquidiocese de São Paulo, uma Igreja marcada por muitos desafios sobretudo os ligados à realidade urbana.

Em Cristo,

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Primeiro Vice-Presidente da CNBB

Dom Mário Antônio da Silva
Bispo de Roraima (RR)
Segundo Vice-Presidente da CNBB

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ)
Secretário-geral da CNBB

Via CNBB

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.